PABX: (81) 3797.2517 – FAX: (xx81) 3797.2514

EXPEDIENTE:

Seg. a Qui.: 08h às 17h
Sex: 08h às 14h

Carta de repúdio à autorização de cursos de Medicina Veterinária na modalidade EAD

O Conselho Regional de Medicina Veterinária de Pernambuco (CRMV-PE) se declara totalmente contrário à oferta de cursos de graduação em Medicina Veterinária na modalidade de Ensino a Distância surgidos após a determinação do Ministério da Educação (MEC) permitindo que o curso em questão seja oferecido como semipresencial. A decisão abre precedentes para que diversas instituições de ensino superior, a exemplo da Uninassau que acaba de anunciar a graduação em Veterinária EAD, iniciem ofertas como esta, que apenas contribuem para a desqualificação e insatisfação da categoria profissional e de seus órgãos de representação e fiscalização.

A contrariedade à oferta se baseia no fato de que se trata de uma profissão de formação evidentemente teórica e prática, com muitas áreas de atuação. De acordo com as diretrizes curriculares nacionais para graduação em Veterinária, a formação profissional requer desenvolvimento de habilidades técnicas, supervisionadas, desde o início do processo de formação, com disciplinas, que envolvem, por exemplo, a clínica e a cirurgia de pequenos e grandes animais, além de várias outras que demandam a presença física do acadêmico.

Assim, para o CRMV-PE, não existe a possibilidade de formar um profissional minimamente qualificado em um curso que não proporciona uma vivência prática adequada, sendo este um dos principais motivos para que a existência de uma faculdade de Veterinária EAD seja inaceitável, praticamente um estelionato. Principalmente por se tratar de um curso na área da saúde, com diversos procedimentos que precisam ser ensinados presencialmente, com supervisão constante.

O Conselho acredita que com a liberação desses cursos, a sociedade sofrerá com uma piora significativa na qualidade dos serviços oferecidos pelos médicos veterinários, de imediato, a médio e a longo prazo, o que coloca em risco o bem-estar animal, o meio ambiente e também a saúde pública, visto que esses profissionais desempenham um papel fundamental na manutenção e equilíbrio da saúde única.

Atualmente, poucas profissões passam por uma análise profunda antes da abertura de cursos a distância, como é o caso da Medicina, da Odontologia, da Psicologia e do Direito. Uma das principais lutas do CRMV-PE é fazer com que a Medicina Veterinária seja incluída nessa lista de cursos que precisam passar por um crivo.

Embora o entendimento do MEC seja diferente, o CRMV-PE, como órgão fiscalizador do exercício profissional, visando a segurança e a proteção da sociedade, tem a obrigação de orientar e alertar a todos os cidadãos quanto aos riscos e prejuízos de frequentar e formar profissionais na modalidade de graduação EAD para a formação em Medicina Veterinária, se declarando publica e expressamente contrário a oferta em todo o território nacional, visto que a modalidade a distância é incompatível com profissões que precisem garantir atendimento seguro e de qualidade na área da saúde.

Diretoria do CRMV-PE